terça-feira, 7 de maio de 2013

Coisas que me irritam #4


Os discursos em que os sucessos, as vitórias, as boas acções, os actos de mérito e valor são sempre "meus" e "nossos", enquanto a responsabilidade, o peso de tudo o que é errado e torto, no país, no mundo, na vida, não pode ter outra origem que não os "outros".  E como abundam os apontares de dedos entoados às terceiras pessoas.

 
Pondero seriamente, na minha ignorância de pessoa terceira que tem a mania do compromisso matrimonial para com as coisas - em que se partilham os bons e os maus momentos - como é possível que, com tantos iluminados por aí, os problemas do mundo não tenham ainda solução?