sexta-feira, 6 de março de 2015

Vida de cão #15: Amo-te mas, às vezes não gosto nada de ti!



Kiko, tiras-me do sério quando, por tua causa, vou passar o dia entre máquinas de lavar e secar roupa, porque decidiste fazer um chichi no sofá, (que raio de mania nova é essa, seu porcalhão?!).
Quando, nas idas à rua, abocanhas (ou tentas) toda a trampa que encontras e eu passo a vida a enfiar os dedos na tua boca. Ou ainda, aquela vez que te apanhei a tomar banhos de sol com um cagalhão preso às barbas?!

Às vezes és impossível. O incrível é que nada disto diminui o meu amor. Mas, por mais te que adore, às vezes não gosto nada de ti.