sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Hoje o Kiko faz 1 ano!



Bastou, naquela manhã de Novembro, olhar para o Kiko durante um par de minutos para ambos o reconhecermos como nosso.
É que uma família é uma espécie de Alma Maior, uma junção de várias Almas, um sol com muitos raios. E é como este puto de quatro patas tivesse nascido com o propósito de fazer parte da nossa, como se estivesse predestinado.

Esperavam-nos, numa pequena cerca, três pequenos Jack's - dois meninos e uma menina. Eléctricos, felizes, a transbordar de vida e a quererem interagir connosco.

O Kiko era o único de pêlo cerdoso, o mais rechonchudo, o com a mancha à pirata no olho, o mais calado e o único que não tinha a cauda cortada, simplesmente porque o elástico tinha caído. Para nós era importante não ter um cão com cauda cortada porque somos contra este e outro qualquer tipo de mutilação. E salvo situações específicas em que o veterinário aconselhe o procedimento, se se fizer algo do género com fins estéticos, há-de ser sempre visto, por nós, como uma mutilação, e não alinhamos nisso.
Tomámos esse sinal como a certeza que aquele era o nosso Kiko. Como não entender assim se durante a viagem havíamos falado desse pormenor, e ali estava, cão de cauda e alma inteiras por uma casualidade?! É que coincidências não existem.

A partir dessa manhã de Novembro, todos os dias nos reconhecemos, raios do mesmo sol, fragmentos da mesma Alma Maior, Família.

Hoje é o teu 1º Aniversário, meu filho de quatro patas e um coração do tamanho do Mundo. Amo-te!