terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

cromices #110: A quebrar recordes de velocidade!



Estes últimos dias foram de alguma agitação. Graças a quem? Ao Kiko, obviamente!

O malandro conseguiu comer uma qualquer porcaria na rua, (quatro olhos não chegam para o vigiar!), e como resultado andou um par de dias de diarreia e a vomitar.
Como cereja no topo do bolo, anteontem enquanto dormíamos conseguiu fazer sabe-se lá o quê, que o pôs a mancar de uma das pernas e a queixar-se de dores.
Nada que uma visita à vet ontem, uma pica e uns remédios não resolvam. Hoje já quer andar aos pinotes como se não se tivesse passado nada.

Como resultado ontem fartei-me de caminhar, entre ida à vet, passeios com o cão, idas às compras, e outros afazeres. Digamos que saí de casa pelas 11 horas e não parei até às cinco da tarde.

Logo que saímos da consulta decidi que quanto mais depressa fosse à farmácia aviar a receita melhor. Confesso que ainda parei cinco minutos na paragem de autocarro, mas como não tenho paciência para esperar decidi ir a pé.

E lá fui eu, a pensar, distraída, na lista de afazeres que tinha para o dia. Ainda me cruzei com um conhecido que comentou a minha velocidade, mas não liguei muito. Pensava apenas que quanto mais depressa concluísse aquela tarefa, mais rapidamente poderia passar à próxima coisa da minha lista.
Só quando regressei e tocou a sirene dos bombeiros é que me apercebi das horas, e consequentemente do meu feito: tinha caminhado quase 4 quilómetros, ido à farmácia e ainda parado na tal maravilhosa lojinha dos croissants nuns espectaculares 35 minutos, quando só a ida é coisa para demorar uns 25.

Calhou cruzar-me com o mesmo senhor que ficou simplesmente boquiaberto de me ver de volta tão rapidamente.
Confesso que ainda tive que olhar para as horas um par de vezes para confirmar o meu feito. Acho que isto de ter um cão já começa a dar frutos até na forma física!