quinta-feira, 10 de março de 2016

Vida de cão: Como as dietas são difíceis!



Numa das últimas visitas à vet, embora o Kiko não seja um cão gordo, somente um pouquinho roliço, surgiu o conselho de que ele deveria perder umas 700 gramas.

Começámos a cortar nos snacks e na quantidade de comida em cada refeição. Basicamente passei a dar-lhe entre as 70-80 gr ao invés de 100, o que já começou a dar frutos.

Pôr o Kiko a dieta não é fácil por dois grandes motivos: em primeiro lugar o bicho parece estar sempre esganado de fome, mesmo que tenha, como agora, acabado de almoçar há menos de 5 minutos. Em segundo é complicado cozinhar em micro escala. Para mim, é particularmente difícil, visto que já me apontaram diversas vezes que faço comida em doses industriais, para um batalhão.

Pois bem, o almoço do Kiko foi meio bifinho de peru grelhado, com 50 gr exactas. Junte-se uma rodela de batata doce, três rodelinhas de cenoura e uma couve de bruxelas, e a balança já estava mais próxima das 100 gr que das 80.

E eu a olhar para aquela mãozinha pouca de comida e a pensar que não, não é fácil.