quinta-feira, 27 de outubro de 2016

coisas que gosto: Os Afrescos personalizados de Patrick Commecy.


Os meus amigos partilham coisas bem giras nas redes sociais.

Algumas cativam-me tanto que passam imediatamente para a minha lista de gostos pessoais, como é o caso do que vos trago hoje.

Patrick Commecy é um artista francês que, em conjunto com a sua equipa de artistas muralistas, dedicam-se à criação de murais absolutamente espantosos através da técnica de trompe-l'oeil.
Esta, serve-se de truques de perspectiva, para que formas de duas dimensões pareçam ser tridimensionais.

A empresa de Commecy, A.fresco, (cliquem no link para conhecer e ver muito mais), dedica-se desde 1978 à realização de murais gigantes "à medida" dos seus clientes, sejam estes localidades, empresas, particulares. Até à data já realizaram mais de 300 destas obras, algumas até premiadas, em território francófono.
Para fazer um mural "à medida" os artistas inspiram-se na identidade daquele lugar, na sua história, costumes e usos, habitantes, fazendo com que cada obra seja única e adequada ao local onde se insere. Para além da mestria e do enorme talento, este é um dos pontos que me cativou.

Estas obras de arte são mesmo mágicas: num momento temos uma fachada, ou uma parede cega de um qualquer edifício, feia, desinteressante, maltratada, para se passar a ter uma valiosa adição ao património cultural do lugar, suficientemente belo até para atrair visitantes, e sem dúvida para aumentar a satisfação de quem lá habita.

Eu cá adoraria ter alguns destes murais na minha aldeia. Com a qualidade obtida por estes artistas, e uma temática em volta da fauna e flora do lugar, o rio que aqui nasce, a serra, os indícios romanos e medievais da história do lugar, tenho a certeza que o resultado seria fantástico.

Então, sem mais demora, aqui vos deixo alguns exemplos. Atentem ao antes e depois:



 
 





Uma festa medieval: