segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Dúvidas que me atormentam #1



A primeira lâmpada Led que entrou cá em casa foi adquirida numa loja do chinês, com o intuito de desenrascar e, também para testar esta mais recente tendência em iluminação.

O destino da tal lâmpada foi o candeeiro de pé alto da sala, que usamos muito para luz ambiente. A nível de luminosidade não era má. O problema era sonoro. É que o raio da lâmpada zumbia. De início pensámos que seria só durante os primeiros minutos, que estivesse a "aquecer" ou algo assim. Mas não.
O raio da lâmpada sibilava, fazia um zunzum constante, um murmurar não gritante mas que ia entrando cabeça adentro e dando cabo dos nervos.

Pensando que seria característica geral desta tecnologia, pensava que por mais respeito que tenha ao meio ambiente e tal nunca seria capaz de ter lâmpadas zumbidoras em toda a casa.

Até que precisámos de trocar esta e mais lâmpadas. Decidimos dar mais uma hipótese às Leds, e ainda bem porque afinal as únicas que zumbem são as made in China.

Este caso fez-me lembrar, entre muitos outros, quando, há imenso tempo atrás, calhou comprar mais umas camisas para o marido, numa loja nacional onde já havíamos comprado boas camisas clássicas de algodão, e estando eu a passá-las a ferro, achei tão estranho estas parecerem tão ranhosas e de pior confecção e corte que fui confirmar a origem: made in China.

Como é que possível que, sendo a China uma das maiores forças produtivas do tempo presente, conseguem que o made in China seja sinónimo de produto mau, rasca, de má qualidade e pouca durabilidade?!